Mesmo com queda no FPM, prefeitura segue com obras nos bairros de Ingá

0

Monte Castelo, rua da Baixinha e Duque de Caxias estão sendo beneficiadas

A queda no FPM registrada no mês de julho em torno de 17%  tem afetado em cheio a gestão administrativa dos municípios brasileiros, em especial os de pequeno porte que dependem praticamente deste fundo.

Mesmo assim, a prefeitura de Ingá têm mantido os serviços nas diversas áreas da administração como a saúde, educação e ação social.

Está previsto cortes no setor de recursos humanos com a dispensa de contratados e comissionados, para enfrentar a crise.

Na infraestrutura, além das obras  de conclusão da praça Vila do Imperador e prédio da prefeitura, o prefeito Manoel da Lenha segue com obras de melhoramentos nos bairros da cidade, sob a coordenação do secretário Martizalém.

DSC_0564 (1)

A subida da rua Monte Castelo, no final do bairro do Emboca, estava praticamente intransitável devido aos enormes buracos no calçamento.

DSC_0562

Atendendo ao pedido dos moradores, esta semana a prefeitura iniciou o conserto do calçamento da rua que irá beneficiar toda comunidade também da rua da Baixinha.

DSC_0568

Em fase de conclusão, está o conserto dos buracos existentes na esquina da rua Duque de Caxias, nas proximidades da Escola INSA.

O prefeito Manoel da Lenha planeja para este segundo semestre realizar obras na creche de Pontina, Lavanderia do Emboca e contorno da Cruz do Emboca.

“Quero manter um ritmo continuado desde o primeiro dia de gestão, na resolução dos problemas de nossa cidade que não são poucos. Apesar da crise causada pela queda no FPM, temos que seguir em frente”. Afirmou Lenha, que está otimista em conquistar os prometidos recursos do Ministério das Cidades para o saneamento básico da cidade, bem como o projeto do aterro sanitário, pavimentação dos bairros Ananias e São José, e construção de casas populares.

ASCOM -PMI

Compartilhe esta notícia!.

Comentários estão fechados.