Crise hídrica se agrava e prefeitura prioriza socorro à população urbana, rural e órgãos públicos. Espalha caixas d’água, reativa poços e fornece pipas diariamente

0

AÇÕES PARA ENFRENTAR O COLAPSO TOTAL NO ABASTECIMENTO

Diante da suspensão do abastecimento de água por parte da Cagepa na zona urbana e carros-pipa por parte do exército na zona rural, a gestão municipal está arcando sozinha com ações para socorrer a população neste momento de grave crise hídrica.

CAIXAS D’ÁGUA E POÇOS NA ZONA URBANA: BAIRROS E ÓRGÃOS PÚBLICOS

Para enfrentar o colapso no abastecimento de água encanada, a prefeitura espalha caixas d’água estrategicamente na zona urbana, ampliando de 7 para 9 os bairros beneficiados com reservatórios de 5 mil litros, bem como a reativação de poços com toda estrutura para amenizar o sofrimento da população do Emboca, Futebol, Boa Vista, Tijolo Cru, Bela Vista, Ananias, O Carlão, Matadouro, Cazuzinha e Estação.

Segundo o secretário de infraestrutura Martizalém, além de todas estas localidades na zona urbana a prefeitura ainda atende a bairros mais distantes como o Monte Castelo e órgãos públicos como escolas, cadeia, delegacia, pelotão e fórum, entre outros. Diante de toda esta demanda, fica impossível atender a todos os pedidos de particulares.

SOCORRO A TODA ZONA RURAL COM RECURSOS PRÓPRIOS. 60 CARROS-PIPA POR SEMANA

A prefeitura também atende a todas as localidades da extensa zona rural em pontos estratégicos de cada sítio, além dos distritos de Pontina e Chã dos Pereiras com cerca de 60 carros-pipa por semana, o que dá em torno de 540 mil litros semanais ao total em toda zona rural, exclusivamente com recursos próprios.

Em Chã dos Pereiras são três pontos de abastecimentos. Duas caixas d’água instaladas e na escola municipal disponível à população. Em Pontina abastece a escola e Igreja também disponibilizadas ao povo.

Segundo o secretário executivo de proteção e defesa civil, Tenente Gilson Rodrigues de Almeida, todo este abastecimento diário tem sido possível graças ao investimento preventivo que a prefeitura fez na reativação e ampliação do poço localizado no açude novo, próximo aos bairros do Jardim Farias e Isabel Burity, que tem uma excelente vazão fornecendo diariamente 12 pipas de 9 mil litros de água de boa qualidade atestada por laudos técnicos.

LENHA DETERMINA PRIORIDADE Nº 1 SOCORRER A POPULAÇÃO 

Para atender toda essa demanda por água, a gestão municipal tem cortado gastos em todas as áreas. O prefeito Manoel da Lenha determinou prioridade nº 1 atender a população neste momento emergencial de crise hídrica.

ASCOM

 

Compartilhe esta notícia!.

Autor

Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Ingá/PB

Comentários estão fechados.

Acessibilidade