INGÁ: BOA QUALIDADE DA MERENDA REDUZ EVASÃO ESCOLAR NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

0

Evasão caiu cerca de 32%. Registra-se também melhora no desempenho escolar
O item merenda escolar já foi considerado caso de justiça no Ingá entre os anos de 2011 e 2012, tendo sido objeto de denúncia e ação impetrada pelo Ministério Público que ensejou em condenação por improbidade administrativa de seus gestores. A falta, insuficiência ou a baixa qualidade da merenda escolar na rede municipal de ensino contribuíam de forma decisiva, somado a outros fatores para o alto índice de evasão e baixo rendimento escolar.

Com a posse do Prefeito Manoel da Lenha em janeiro de 2013 esse quadro mudou completamente. A educação passou a ter um cuidado todo especial no sentido de conquistar a credibilidade diante de alunos, pais e comunidade no sistema público municipal de ensino. Dentre as primeiras medidas da secretária de educação, Adjane Valeriano, foi adotar como critério principal nas nomeações do quadro de diretoras das escolas do município, pessoas qualificadas e comprometidas com a educação.

escolas 5

Paralelo a isto, focou-se na reorganização de todo o sistema que envolve a merenda escolar em seus diversos processos desde as licitações, compras, armazenamento, logística de distribuição, preparo, culminando com a criação do cardápio através de nutricionistas.
Diariamente cerca de três mil alunos são assistidos nas 28 escolas e 3 creches do município, que passaram a ter uma regularidade no fornecimento da merenda escolar abastecidas com produtos de qualidade recuperando a normalidade e a confiança da população.

Coordenadora da Merenda, Elidiane Santos, monitora diariamente as escolas

Coordenadora da Merenda, Elidiane Santos, monitora diariamente as escolas

Atualmente o controle do armazenamento das mercadorias e produtos da merenda, bem como o abastecimento das escolas está a cargo da coordenadora, Elidiane dos Santos Silva, em sala apropriada com prateleiras e freezers, que recebeu melhorias em seu ambiente físico, localizada na secretaria de educação. “O abastecimento das escolas é monitorado diariamente, através de contato constante com as diretoras, de forma que nos antecipamos no abastecimento dos produtos no sentido de evitar faltas, excessos ou desperdícios”. Afirmou a coordenadora Elidiane.
Além de produtos como iorgurte, frango, carne, sucos, feijão, arroz, macarrão, quinzenalmente são adquiridos produtos provenientes da agricultura familiar. O cardápio oferecido ao alunado é preparado e acompanhado de perto pela Dra. Cinthya Martins Marques, nutricionista responsável pela orientação do preparo da merenda. Com isso, a regularidade e a boa qualidade da merenda escolar ajudaram decisivamente na redução da evasão escolar, conforme mostram os dados oficiais do INEP. O número de alunos que deixaram a escola caiu de 424 no ano de 2012, para 286 em 2013. Uma queda de 32,5 %.

ESCOLA MAURINO RODRIGUES

Um dos exemplos de recuperação vem da Escola Municipal Maurino Rodrigues, localizada no Bairro da Senzala, que segundo informações da diretora, Luísa Régis, a escola terminou o ano letivo de 2012 com apenas 30 alunos, e passou a ter 110 alunos matriculados em 2013.

DSC_8970Portanto, um crescimento em torno de 70%. “Assim que assumi como diretora fui em busca dos alunos de casa em casa, e graças a Deus conseguimos reconquistá-los e mantê-los na escola” – Afirmou a diretora Luísa Régis, que atua na educação há mais de 30 anos.

Para a professora Ana Patrícia a normalização da merenda influencia não só na queda da evasão, mas também ajuda na concentração e aprendizado.
Na escola Corina de Azevedo, localizada no Bairro do Jardim Farias, mais de alunos confirmaram a sensível melhoria na merenda escolar. “Agora não falta mais merenda e ficamos tranquilas porque nossos filhos são bem tratados.” Afirmou Maria de Fátima, 44 anos mãe de aluno do 4º ano.
“Merenda? Aqui é de primeira”. Falou animada Marinês da Silva, 33 anos, agricultora, residente no Bairro do Futebol, mãe de aluno do 2º ano.

adjaneA resolução da questão da merenda escolar e sua regularidade, proporcionaram condições a equipe da secretaria de educação em voltar o foco para a melhoria da qualidade do ensino público no município, conforme avaliou a secretária municipal de educação, Adjane Valeriano: “A boa qualidade da merenda escolar aliada a outros fatores como a comemoração de eventos, que aproximam as famílias da escola de seus filhos, a realização das culminâncias que expõem os conhecimentos adquiridos dos alunos bimestralmente, recuperação das salas de informática, entrega de kits com material escolar e fardamento, reformas nas instalações físicas, climatização de salas e a efetivação do programa Mais Educação, implantados na gestão atual, contribuem decisivamente na redução da evasão escolar do nosso município. Nosso foco passou a ser cada vez mais melhorar a qualidade do ensino” – Concluiu a secretária.
A meta para os próximos anos é reduzir a distorção idade/série que atualmente é de 45%, através de programas de reforço escolar como o Mais Educação.

Fotos: Leosmar
ASCOM

Compartilhe esta notícia!.

Comentários estão fechados.