APROVADO O AUMENTO DE SALÁRIOS DOS PROFESSORES DE INGÁ

0

Câmara aprovou pro unanimidade o projeto enviado pelo executivo.

O prefeito Manoel da Lenha enviou para a Câmara Municipal de Ingá esta semana, o Projeto de Lei nº 09/2014 que dispõe sobre o reajuste dos vencimentos dos profissionais do magistério da educação municipal.

O projeto após ser analisado pela comissão de constituição e justiça e ter recebido parecer favorável, foi levado a apreciação do plenário tendo sido aprovado por unanimidade pelos onze vereadores presentes à sessão. Murilo, Marrinho e Dedé Lavandeira, que compõem a mesa diretora. Dimas Campos, Luis de Duca, Gedeilson, Jailton do Sindicato, Alcides, Marcelo, Vinícius Bacalhau, Alex.

Para acompanhar o índice do governo federal, seria necessário um aumento de 8,32%, porém o prefeito Manoel da Lenha autorizou a concessão em 9% para todos os níveis da tabela de vencimentos do magistério anexa à lei, que vai do professor MAG–A a MAG–C, divididos cada um em níveis de quinquênios que vai de I a VI, contando de cinco em cinco anos.

Com a concessão do aumento, segundo os dados da tabela, o menor salário do professor A1 (logos) nível I, com tempo de serviço de 0 a 5 anos, passou de R$ 845,00 para R$ 1.242,75. Um aumento de quase R$ 400,00.

De acordo com as especializações, a tabela de vencimentos do magistério divide classe de professor em A1 Magisterio, A2 Licenciatura, A3 Especialização, A4 Mestrado, A5 Doutorado. No último nível, com doutorado, alcança o valor de R$ 2.664,66, podendo ultrapassar a este valor dependendo de capacitações adquiridas.

A câmara aprovou também nesta mesma sessão, o Projeto de Lei nº 07/2014, que dispõe sobre o desmembramento da secretaria de cultura, da secretaria de comunicação e criando suas estruturas administrativas respectivamente. O projeto também foi aprovado por unanimidade.
As reuniões estão sendo realizadas provisoriamente no gabinete da presidência, em razão da reforma completa da câmara municipal.

ASCOM com Inga-Cidadao

Compartilhe esta notícia!.

Comentários estão fechados.