1ª MOSTRA CULTURAL DE INGÁ

0

Evento inserido na programação de aniversário da cidade

Como parte integrante da programação de comemoração de aniversário do município de Ingá, foi realizado na noite da última sexta-feira, a 1ª MOSTRA CULTURAL DE INGÁ.

DSC_0090

O evento cultural envolveu todas as escolas do município e foi idealizado pela Coordenadora do EJA (Educação de Jovens e Adultos) tendo o apoio da SME, secretaria municipal de educação, APNEI, gestores escolar, professores e intensa participação dos alunos, dentro do contexto dos projetos: POR UM MUNICÍPIO ALFABETIZADO e MINHA TERRA TEM HISTÓRIA.

O eletricista artista Djalma Belo, convocou a mesa em versos

O eletricista artista Djalma Belo, convocou a mesa em versos

Contou com a a presença do vice-prefeito Mendonça e sua esposa, da secretária de educação, Adjane Valeriano, demais secretários do município e vereadores Luis de Duca e Marrinho.

DSC_0098

A 1ª MOSTRA consistiu na apresentação dos trabalhos realizados por cada escola, através de pesquisas, entrevistas e resgate da histórias dos bairros e comunidades onde as escolas estão localizadas.

Estudantes do EJA e pessoas do povo contavam suas experiências

Estudantes do EJA e pessoas do povo contavam suas experiências

Projeto muito interessante, pois costumeiramente os moradores de Ingá tem apenas uma visão geral sobre o município, tendo como principal referencial o nome indígena, que significa cheio d’água, a árvore ingazeira, e nos remete sempre a associar a Pedra Lavrada. No entanto, alunos e professores nos apresentou histórias específicas de cada bairro, comunidade e seus hábitos e costumes antigos, através de slides, fotos históricas, vídeos, representações e e depoimentos.

Professor e historiador Alexandre, deu uma verdadeira aula sobre o "Mata Nego", na época da escravidão

O professor e historiador Alexandre, deu uma verdadeira aula sobre o “Mata Nego”, na época da escravidão

Histórias do Mata Nego que tem uma estreita relação com o personagem que leva o nome da rua Ludovico de Melo Azedo e o regime de escravidão. Batente de Pedra e seu processo histórico, moradores antigos e atuais. A época do ouro branco (algodão) que tem forte ligação com o bairro da estação, a história da APNEI, enfim, diversas momentos históricos que marcaram a trajetória dos 173 anos do município de Ingá.

Coordenadora da mostra, professora Geane

Coordenadora da mostra, professora Geane

Os trabalhos apresentados são dignos de elogios, pelo resgate do processo histórico e de detalhes esquecidos pelo tempo. Realmente estão de parabéns pela bela iniciativa.

ASCOM-PMI

Compartilhe esta notícia!.

Comentários estão fechados.

Acessibilidade