ATENÇÃO CRIADORES DE GADO: É tempo de vacinação contra a aftose

0

Índice de vacinação contra a febre aftosa no município de Ingá ainda está abaixo das expectativas, sendo necessário que os agropecuarista da região estejam atentos com suas obrigações sanitárias com os animais.

Ademar Lourenço funcionário da Secretária de agricultura, credenciado em emissão de GTA no ingá, tem observado que os produtores não estão atentos as campanhas de vacinação, que é obrigatória,  no que faz um apelo público para que os produtores procedam com a devida vacinação no sentido de além de contribuir para que o Estado da Paraíba continue livre da doença animal, possa também ficar legalizado com sua GTA.

COMO PROCEDER 

A Defesa Agropecuária alerta que, após o término da campanha, o criador tem até 10 dias para fazer a declaração da vacina – documento obrigatório que comprova que os animais foram vacinados – e atualizar os dados cadastrais nos escritórios do órgão de defesa existentes em todo o Estado.

Para fazer a declaração, o criador deve apresentar a nota fiscal de compra da vacina. Quem não fizer a declaração estará sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 164,00 e estará impedido de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA), além de ficar inadimplente junto ao órgão de defesa agropecuária estadual.

O secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Rômulo Montenegro, durante a solenidade de abertura da campanha em maio, destacando a importância de vacinar os animais. “Queremos vacinar 100% e todos os criadores devem vacinar seu rebanho, não só por causa das sanções estabelecidas pelos órgãos de Defesa, mas pela importância que a vacinação representa para o estado e para o País. A meta do Ministério é erradicar a aftosa no Brasil e o nosso papel é contribuir para que isso aconteça”, ressaltou o secretário.

João Pereira, que é agropecuarista na região, diz que vai vacinar todo seu rebanho. “Não tem motivo para deixar de vacinar. A vacina é barata e a multa custa caro, então, o bom mesmo é estar tranquilo e com o rebanho protegido”, disse.

Os criadores podem comprar a vacina nas farmácias e lojas de produtos agropecuários ao preço variável de até R$ 2,00.

Ascom

Compartilhe esta notícia!.

Autor

Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Ingá/PB

Comentários estão fechados.

Acessibilidade